09 janeiro 2012

Shopping X Inferno


Olá amigos e amigas, como vão? Faz tempo que o carcamano aqui não dá as caras. Ótimo 2012 a todos!!!

Acabamos de sair de época festiva: Natal e Ano Novo. Já perceberam como se gasta neste período? Nosso 13º salário deveria se chamar "Gasta Tudo".

Visão do inferno neste período: Shopping.



Vagas de estacionamento
- Os responsáveis pela criação de vagas dos shoppings se formaram onde? Na FMU? (Fiz faculdade lá. Não me xinguem!). Eles fazem de sacanagem, com certeza. O engenheiro acorda e pensa "Hoje eu vou fud** o André. Vou criar um estacionamento tão medíocre e reduzido só para fud** o André!".
Amigos acreditem, sempre é pessoal!

Horas e horas rodando o estacionamento atrás de uma vaga - me sinto até aquele jogo de cobrinha (Snake) que os celulares Nokia tinham antigamente - eis que lá, bem 'so far' você avista aquela vaga.

Uma luz vinda do céu ilumina a vaga e trombetas, tocadas por anjos peladinhos, anunciam a vaga para mim. Você se sente o cara mais foderoso do mundo. Nem o Eike Batista está tão feliz naquele momento.

Você embica o carro e percebe que o "corno" da vaga da frente estacionou sua S10, cabine estendida e engate, ocupando metade da "sua" vaga. É claro que aquela vaga estava vazia porque ninguém consegue parar! Vocês acham que ela estaria ali, vazia, reservada para você por garotas de bikini com um cooler cheio de cerveja gelada? Não seja inocente, André. Dê ré e continue procurando.

Você desce todos os pavimentos do estacionamento e no 248º subsolo, quase no centro da terra, e consegue achar uma.

Calor
Acho que a visita em Shopping no final de ano no Brasil é uma espécie de provação espiritual. Você passa por isso para evoluir. Só pode!

Primeiramente, já odeio calor por natureza. Pra mim, Sol é para realizar fotossíntese e NADA MAIS.

Os europeus e americanos não são europeus e americanos, respectivamente, simplesmente porque nasceram no hemisfério norte. Ah, não, amigos! Com certeza eles migraram para lá milhares de anos atrás, pois, não agüentavam freqüentar shoppings abarrotados no calor.

Eles sim são felizes!

Você pensa "Consegui estacionar o carro. Agora vou entrar e sentir a brisa do ar-condicionado do shopping!".
A porta automática se abre (na minha cabeça a música do programa a 'Porta da Esperança do Silvio Santos toca) e você percebe que o ar-condicionado NÃO ESTÁ FUNCIONANDO! Você acha que está quebrado? Não! Aquele lazarento que criou o estacionamento também foi responsável pelo Ar-condicionado.
Ele, definitivamente, quis me fod**! (e está conseguindo).

A saga
Você sobe a escada rolante e, pouco a pouco, começa a ver o piso de cima abarrotadoooo! Você pensa "Eu to no shopping ou no Pacaembu no jogo do Curintia??". Não é possível. Pelos cálculos de amostragem você percebe que 96% da cidade está naquele momento no Shopping.

Todo mundo pingando ensebado de suor. Os mosquitos batem na sua cara e grudam mais que teia de aranha.

Aquele monte de tias comprando "lembrancinhas" para a sobrinhada toda. Cueca do BOB Esponja pro Felipe, relógio de Ben 10 pro Luizinho, boneca Susy pra Marininha (Tias, um conselho; as meninas NÃO QUEREM a Susy. Se você não tem dinheiro pra comprar a Barbie NÃO COMPREM A SUSY! Elas ficam muito frustradas quando abrem o pacote e isso mexe com o psicológico delas, podendo ter consequências desastrosas no fututo).

Velhas
A pior raça que você pode encontrar a frente no Shopping às vésperas de Natal; UMA VELHA!
Uma velha, além de ter imunidade parlamentar (Você não pode xingar, empurrar, tem preferência pra tudo e VAGA RESERVADA NO ESTACIONAMENTO) faz questão de atrapalhar TUDO o que os outros fazem. Ela não sabe como chegou até o shopping, não tem a menor noção do que vai comprar, mas já que está ali, pensa "Porque não fod** o André?".

Velhas "pulam amarelinha" na sua frente. Quando você "dá seta" pra esquerda para "ultrapassá-la" a coroa vai para sua frente. É impossível! Elas devem ter retrovisores na testa.

Minutos depois, você consegue se livrar do "inimigo" graças a moça que distribui Pretzels. A velha se desloca para o quiosque em busca do doce açucarado e mole (velha não tem dente, isso ajuda). Velhas adoram pegar e experimentar coisas de graça! É pólo negativo e positivo. Coisas de graça atraem velhas!!

Praça de Alimentação
Após horas andando (você ainda não comprou nada!) você tem a brilhante estúpida idéia de comer.
Você vai direto para o restaurante onde costuma comer, afinal, quanto antes sair dali, melhor.

À sua frente, na fila, a mãe com seus dois filhos pequenos. Os moleques chorando, querendo milk-shake e batata frita do MC'Donalds e a mãe colocando vagem e acelga no prato das crianças. Elas começam a chorar e ela insiste dizendo que é saudável e que eles devem comer, senão, não ganharão presentes. As crianças começam a berrar!

MEU DEUS DO CÉU, MÃES DO MEU CORAÇAO, VOCÊS REALMENTE QUEREM DOUTRINAR AS CRIANÇAS PARA COMEREM VERDURAS E LEGUMES NA FILA DO RESTAURANTE DO SHOPPING EM PLENA ÉPOCA DE NATAL? COMPRE A BENDITA BATATA FRITA E ENFIE GOELA ABAIXO DESTES INFELIZES!

Presentes
Após muito custo, você consegue achar uma loja razoalvemente cheia - vazia jamais - adentra e pega logo o que possivelmente as pessoas irão gostar (É presente. A pessoa não tem que gostar e deixar de gostar. Tem que abrir o pacote, fazer cara que gostou, dar um leve sorriso a você e calar a boca! Depois do ano novo ela vem trocar e pronto!)

Na hora de pagar a caixa que, só aquele dia já fez 1000 x aquilo, lhe pergunta "A lingerie é pra presente, senhor?". Claro que não, eu sou um travesti! Vou me trocar no carro e já vou direto pro trabalho.

Banheiros
Mais disputado que a coxa do peru em ceia. Você está com aquele "bom" humor depois de 4 horas de caos e só quer fazer seu dever ali e sair. De repente você percebe que o pelego do seu lado está olhando para seu "joelho".
Discretamente você encara o infeliz e ele, após minha sutileza, percebe que não gostei.

Ao lavar a mão, o secador está quebrado, aliás, não há secadores, são apenas carcaças. Pura estética!
CADÊ O PAPEL? Muito luxo naquele momento!

Hora de ir embora antes que o miocárdio desapareça.


E o pior, você entra no carro e pensa "NUNCA MAIS FAÇO ISSO!" 
Balela! Ano que vem você fará tudo de novo!

Gostamos de sofrer!

Abraços e até a próxima,
André Celegato.

36 comentários:

Laura Moreira disse... - Responder comentário

UAHUAHUAHAUHAUHAUHAUAHUAH Anjos peladinhos... comecei a rir aqui e não consegui parar. Mas é assim mesmo. Teve uma vez que vi no show de stand up (só não lembro de quem) que o cara falava sobre velhinhas. É como se fosse um complô e elas andassem equipadas com walkie talkies se comunicando umas com as outras algo do tipo "jovem tentando ultrapassar à esquerda". E aí ela te trava pela esquerda hehehe Muito bom!

Aline Aimée disse... - Responder comentário

hahahaha
Genial!
André é um exímio cronista!
Tá perdendo dinheiro, sério!
Pior que aqui em casa quem mais odeia shoppings, assim como super mercados, sou eu. Paciência zero com gente lerda, adolescentes escandalosos e vendedores endemoniados.
Beijo nos dois!
=)

Alessandro disse... - Responder comentário

kkkkkkkkkkkkkkkk chorei de rir!

Jowzinha disse... - Responder comentário

Hehehe
Muito bom o texto... Eu quase nunca vou aos shoppings não porque eu não goste ou não tenha paciência com essas coisas. É porque eu não tenho dinheiro mesmo pra ir em shopping.
Até porque, aqui em Natal - RN, os shoppings são gelados e as pessoas adoram cortar caminho pelo shopping pra se refrescar. Também calor de mais de 30 gruas todo dia não é fácil!!!
Aqui só é lotado mesmo na época do Natal e depende também do horário do dia...
Os banheiros aqui são disputadíssimos, mas que bom que tanto tem secadores como papel.
O que fico com agonia dos shoppings é que os adolescentes fazem muito barulho e que as pessoas pensam que como elas, você tem que andar em marcha lenta também.

=**, Jowzinha
Pensando Música.

Juliana Cavalcante disse... - Responder comentário

Nossa cara eu nunca li um post tão divertido...kkkk Ótimo ano pra vcs!!

Lulu disse... - Responder comentário

Hahahahahahahaha, eu fujo de Shopping como o diabo foge da cruz. Vou uma vez na vida e outra na morte, sei lá, parece que estamos dentro de um abrigo atômico!

Bjs!

Clau disse... - Responder comentário

Ah, a mais pura verdade... descrição fiel dos fatos mórbidos de um fim de ano...rs
E todo ano a gente repete essa doideira...loucura... ou burrice mesmo...rs

Marie Cruz disse... - Responder comentário

RI MUITO!
KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

Eu gosto de ir no shopping pra ver as vitrines, mas seria bem melhor se não tivesse ninguém enquanto eu estivesse lá, odeeeio muita gente junta, sou antissocial...rs

Bj*

Lily Zemuner disse... - Responder comentário

Até eu tô rindo com esse meu marido!

"olhando para o seu joelho"

Hahahahahaha...

Isabela Lopes disse... - Responder comentário

Faltou só um pouquinho de respeito no seu tópico "VELHA".
O direito de um idoso de estar no shopping em época de festas é o mesmo que o seu. Você já parou pra pensar que a tortura que você passa no shopping para um idoso é n vezes maior?
Ou "VELHOS" devem se esconder em casa nessa época?

Lily Zemuner disse... - Responder comentário

Isabela, não leve as coisas tão a sério, isso é só uma brincadeira. É óbvio que "velhos" não precisam se esconder em casa, eu tenho avós, André também tem.

Os textos do André são textos de HUMOR! É pra gente rir e ironizar as situações do cotidiano, só isso.

B-jinho.

::celegato:: disse... - Responder comentário

Caríssima Isabela Lopes, percebeu que o texto é totalmente ilustrado com com exemplos e analogias?

Não disse que quero que as velhas morram ou que as velhas são um carma nas nossas vidas.

Poderia ter citado outro personagem como "madames que circulam com seus lhasas frescos" ou "adolescentes emos insuportáveis".

Nada para depreciar ou ser pejorativo. Serei velho um dia também!

Tudo em prol do humor.

Já imaginou o texto com "Caras da manutenção de shoppings" no lugar de "velhas"....."eis que um cara da manutenção do shopping coloca a plaquinha na sua frente de 'cuidado! homens trabalhando'.

Não rola!!!

André Celegato

tammy disse... - Responder comentário

Tem pior! Já vi uma mãe comprar salada, suco e maçã no MC DONALDS pro filho comer. Vou poupa-los de contar como foi esse dia...

tammy disse... - Responder comentário
Este comentário foi removido pelo autor.
tammy disse... - Responder comentário

Obs.: muito bom o texto! Hahahahahaha... (o pior é quando as velhas aparecem em bandos! Fica impossível ultrapassar!)
Beijo pra vocês! :)

Viviane Moreira disse... - Responder comentário

Clap, clap, clap!!!
Disse tuuudooooooo!!!!

Márcia disse... - Responder comentário

Tô rindo até agora!!!!!

Marina disse... - Responder comentário

Excelente!
Parabéns, você escreve muito bem.

Eu concordo com TUDO e acho que é exatamente como você descreveu.
Eu só não repito a "saga" ano a ano! Desde 2004 mais ou menos que tenho o costume de não aparecer no shopping entre final de novembro até meados de janeiro do ano seguinte...

Fezinha disse... - Responder comentário

Hahahahahaha! ADORO!

Então, eu pulo as 2 primeiras partes. Com o preço do estacionamento, vou de táxi e já paro na porta, sem grades frustrações. Pelo menos não entro no shopping já de mau humor =)

Qt as velhinhas, é sério: minha vó fica sim em casa nessa época. Direito de ir e vir todo mundo tem. Eu, inclusive, posso ir ao cinema asistir filme francês levando a Grazi comigo. E ela pode chorar, lamber o chão, roubar pipoca do cara do lado e fazer cocô na fralda. Estamos no nosso direito. Mas eu tenho um troço bacana chamado BOM SENSO, e não vou ao cinema com ela. E qd eu for bem velhinha, juro que vou ficar em casa e evitar os grandes centros em época de festas. Minha vó tb tem Simancol, aquela linda...e pede prá gente comprar o que ela precisa. Bom, né? Todas ama a minha vó!

Isso aí Sr. Celegato! Sempre me divertindo com essas crônicas =)

Beijo grande pros dois, e tô devendo uma visita (a Grazi vai fazer cocô na fralda...tudo bem?!)

Lily Zemuner disse... - Responder comentário

Hahahahaha, velhas com Simancol são raras, Fê! Todas ama sua vó mesmo! rs...

Se a Grazi fizer cocô só na fralda, tá beleza! Bóra levar a pequena pra conhecer minha casa. Pior é a cachorra da vizinha que todo dia - eu disse TODO DIA - faz cocô no tapete da MINHA sala. Qué dizê...

Beeeeijo, sua linda!

Feufa Maciel disse... - Responder comentário

Os textos do André são tão bons que prendem a atenção até o final. ;)
Tenho uma sorte de ter um namorado que adora bater perna comigo no shopping... Mas isso, quando ele está interessado em alguma vitrine hahahaha

Deveria estar estudando disse... - Responder comentário

Ri muito alto!!!

"MEU DEUS DO CÉU, MÃES DO MEU CORAÇAO, VOCÊS REALMENTE QUEREM DOUTRINAR AS CRIANÇAS PARA COMEREM VERDURAS E LEGUMES NA FILA DO RESTAURANTE DO SHOPPING EM PLENA ÉPOCA DE NATAL? COMPRE A BENDITA BATATA FRITA E ENFIE GOELA ABAIXO DESTES INFELIZES!"

Concordo, André!
Esse seu marido é um fanfarrão, heim, dona Lily!
bjks para o casal.

Mariane Martins Manso disse... - Responder comentário

Todas ama a vó da Fezinha (3) rs...

Amiga, esse seu marido é impagável. E tenho que concordar que eu tbm acho que o engenheiro fdp fez td para me f****! E mesmo assim, nao resisto a um shopping!!!

Hahahaha.... mulheres!!!

Agora decidi que eu só vou no shopping cidade jardim. É vazio, tem Sem parar e eu nao tenho dinheiro para comprar nada. Assim, economizo rs.

A LOKA!!

Bjs

Lily Zemuner disse... - Responder comentário

HAHAHAHAHAH... eu uso a mesma tática no Iguatemi Alphaville, Mari.

Mas aqui tem Zara, ops!

Renata disse... - Responder comentário

Ahahaha! Ri muito!!! Crônica muito bem escrita!! :D
E como eu odeio pessoas que andam no meio do corredor e parecem andar ziguezagueando de propósito só pra não deixar ninguém passar! Argh!! E isso acontece em calçadas tb! Vontade de gritar "Sai da freeeeeente, p****!!". Ahahaha!
Beijinhos!

Lily Zemuner disse... - Responder comentário

Hahahaha, pior quando a pessoa quer que a gente compre fraldas pra ela, né Rê? Que ÓDIO dessa mulher.

Liz disse... - Responder comentário

kkkkkkk
É uma dureza mesmo essa época!
bjs
Liz

descedoponei.blogspot.com

Vânia/Maceió disse... - Responder comentário

André, adorei seus comentários...ri tanto que chorei....kkkkkkk
o shopping nunca foi tão bem descrito...kkkkkkk

Sté disse... - Responder comentário

hahahha me mijei de rir....pura verdade....amei!

Jowzinha disse... - Responder comentário

Adorei quando a Tammy citou aqui nos comentários quando as velhas aparecem em bando... kkkkkkkkkkkkk Aí chega fica chato e mesmo que você saiba que tem que ter dó das pessoas de mais idade, pois um dia você também vai ficar assim e não sabe qual será seu problema, dá vontade de dar um esbarrão nessas pessoas!!! E o mais engraçado é que elas ficam sem entender que estavam incomodando e acabam falando alguma coisa engraçada que não tinha nada a ver!!! kkkkkkkkkkkk

Anônimo disse... - Responder comentário

Olá,
E pensar que nós mulheres adoramos este tipo de passeio (seja mensal, semanal, etc.)
Bjos

Cris disse... - Responder comentário

Muito bom...hahahaaa...representou bem a ala masculina x shopping...hahahahaaa...

Denise Cardoso disse... - Responder comentário

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK,Amei!!!
É exatamente isso! Todo ano juro que no dia 15 de novembro estarei com tudo pronto, compras feitas e não vou me meter em shopping nenhum...Ledo engano! Começo minhas compras depois do dia 15 de dezembro, acabo SEMPRE indo ao maldito shopping, sofrendo feito uma "CÃ"!Parabéns pelo texto,ri muito !
Beijos pra voces
Denise Cardoso

Marluce Santos. disse... - Responder comentário

Hilário!
Me sentí lendo um texto de show de stand up comedy.
Como disse uma colega no comentário lá em cima: "Você é um exímio cronista, tá perdendo dinheiro"
Somos todos masoquistas, amamos passar por isso. Acho que isso é tipo aqueles rituais de tribos, sabe, faz parte do nosso ritual de passagem de ano. rsrs
Um grande abraço e um ano maravilhoso e abençoado a você e a linda Lily ( e ao Atreio também, um lambeijo para ele).

gui abrahm disse... - Responder comentário

sem graça, infantil e um tanto ogro... olha, fazia tempo que não lia nada tão idiota.

::celegato:: disse... - Responder comentário

gui abrahm, boa noite. Tudo bem? Vá a merd*! Não gos tou? To walking e sheeting pra você. Vai ler Dostoievski.

Postar um comentário

Meu jardim está florido.
E o seu?

Posts Relacionados